Gatilhos Mentais: o que são e porquê usar na sua estratégia!

Tempo de leitura: 3 minutos

Os gatilhos mentais agem como facilitadores do nosso cérebro, no momento em que estamos prestes a decidir algo ou tomar alguma decisão. O gatilho mental nada mais é do que uma técnica de persuasão que se relaciona com as emoções e percepções sociais.

Resumidamente falando, o gatilho mental faz com que você inconscientemente se decida entre o A, e não o B. Algumas pessoas acreditam que o gatilho mental é uma maneira de manipular o consumidor, mas muito se engana quem pensa assim.

Uma vez que, o gatilho mental é uma forma de oferecer ao cliente o que ele deseja e precisa. Esse processo de troca permite que a empresa ofereça aos seus clientes o que ela tem de melhor em questão de produtos e serviços. Dessa forma, o consumidor adquire o que precisa, e ambas as partes se beneficiam.

Abaixo nós separamos uma lista com 7 gatilhos mentais. Continue acompanhando nosso post e descubra qual a vantagem de cada um deles.

Segurança

Ao oferecer seu produto ou serviço é preciso transmitir segurança para o seu consumidor. Um cliente seguro é um fiel comprador. O mercado livre, por exemplo, é um site que passa extrema segurança para o comprador, uma vez que é possível avaliar o vendedor conforme a sua confiabilidade. Lembre-se de que quem demonstra mais confiança acaba vendendo mais.

Exemplo: O produto “x” que é contra à queda de cabelo já ajudou mais de mil pessoas.

Porque

No momento em que o consumidor apresenta uma objeção, a empresa deve estar preparada para rebatê-la com um “porque”. Esse gatilho é utilizado para mostrar para o seu cliente os motivos pelos quais ele deve experimentar o produto ou serviço oferecidos pela sua empresa.

Exemplo: Pesquisas recentes realizadas por cientistas revelam o porquê esta solução de emagrecimento é ideal.

Prova Social

Esse é um dos gatilhos mentais mais efetivos para o seu negócio. O gatilho de prova social nada mais é do que as pessoas falando bem do seu produto ou serviço. Assim, os consumidores têm mais chances de adquirirem os produtos ou serviços da sua empresa.

Exemplo: Mais de 5 mil pessoas impactadas pelo nosso treinamento.

Autoridade

Esse gatilho é ativado quando uma autoridade no segmento do produto o recomenda e fala bem dele. Um especialista está comprovando que aquele produto funciona bem.

Exemplo: 9 em cada 10 dentistas recomendam a pasta Sensodyne

Reciprocidade

O ser humano tem a necessidade de retribuição e se sua empresa oferece um conteúdo de qualidade e um atendimento diferenciado, o cliente tende a retribuir comprando ou falando bem de sua empresa.

Exemplo: Faça o download grátis do nosso e-book

Afinidade

Quando a empresa consegue conquistar a afinidade de seus clientes, fica mais fácil conquistá-los. Esse gatilho serve para demonstrar que os interesses da empresa e do seu cliente são os mesmos.

Exemplo: Eu já sofri com problemas de peso, assim como você.

Escassez

Esse gatilho promove o senso de urgência, e uma das piores sensações para o ser humano é a sensação de perda da possibilidade de escolha. Existem 4 tipos de escassez: A escassez de tempo, de lote, de bônus e de vagas.

Exemplo de tempo: Os estoques estão por tempo limitado, corra antes que acabe.
Exemplo de lote: Após as 100 primeiras vendas no primeiro lote, o preço vai subir e passar para o próximo lote.
Exemplo de bônus: oferecer algo a mais ou um tipo de bônus para a pessoa que comprar em determinado período.
Exemplo de vagas: Só existem “x” números de vagas e já estão se esgotando.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os gatilhos mentais, poderá usá-los de maneira direcionada para aumentar o engajamento das suas publicações e campanhas e gerar ainda mais conversões. Os gatilhos mentais podem ser utilizados em qualquer segmento. Comenta aí qual gatilho você considera mais eficiente!